Aprendendo com o(s) senpai – por Daniel Pires

Kanji para Senpai.

Kanji para Senpai.

O Butoku Dojo existe no Brasil há 11 anos, com sede em Campinas. Michael sensei começou a ministrar aulas no primeiro semestre de 2004 e ao longo deste tempo formamos algumas dezenas de shodan (primeiro grau da faixa-preta), duas ou três, nem todos residentes na nossa cidade. Alguns destes ficaram conosco e outros seguiram por caminhos diferentes, mas o fato é que hoje é que contamos com um número bom de shidoshi-ho (professor-monitor) em Campinas, o que além de elevar o nível dos treinos confere aos professores locais uma grande ajuda.

Não foram poucas as vezes que Michael sensei teve que se ausentar (para seminários em outras localidades ou outros motivos) e os alunos mais velhos assumiram os treinos. Isso é normal aqui em em diversos outros dojo. Houve quem não gostasse, afinal porque ter aula com alguém que não é o professor que escolhi?

Em primeiro lugar porque seu sensei confiou àquele aluno a responsabilidade de dar aula no dojo. Ele é seu senpai e é seu dever apoiá-lo, enquanto aluno membro do dojo. No Japão (origem da nossa arte) senpai é o termo que usamos para se referir ao aluno mais velho, e este cumpre um papel fundamental no dojo: ele auxilia o sensei e atua como ponte entre ele e os alunos mais novos. Um aluno mukyu (faixa-branca) diante de um sensei 15 dan é como um aluno do primeiro ano fundamental numa aula de faculdade.

Em segundo lugar para que você possa conhecer outras formas de se mover. Sim, é claro que os alunos tendem a mover-se de maneira parecida com seu professor, mas uma das características do Budo é que ele se adapta ao praticante. Uma pessoa de porte físico avantajado não tem como (nem porquê) mover-se da mesma maneira que outra menor e mais esguia. Muitas vezes um aluno mais velho tem um tipo físico muito mais próximo do seu e é capaz de lhe ensinar algo de maneira diferente, por vezes até mais fácil de compreender.

Aulas com o senpai são uma oportunidade de aprender coisas novas ou as mesmas coisas de maneira diferente. Aproveitem e não deixem seus egos lhes cegarem para isso.

Bufu Ikkan,

Daniel Pires Shidoshi

Comments are closed.